sábado, 27 de agosto de 2016

Vídeo: Manifesto agir como o PT agia - Dia 30 de agosto

Vídeo: Luizianne Lins: A Fortaleza de toda Gente

Le Monde: queda de Dilma ou é golpe de Estado ou é farsa

Do Le Monde, em editorial:
Dilma Rousseff, a primeira presidente mulher do Brasil, está vivendo seus últimos dias no comando do Estado. Praticamente não há mais dúvidas sobre o resultado do julgamento de sua destituição, iniciado na quinta-feira (25) no Senado. A menos que aconteça uma reviravolta, a sucessora do adorado presidente Lula (2003-2010), que foi afastada do cargo em maio, será tirada definitivamente do poder no dia 30 ou 31 de agosto.
Dilma Rousseff cometeu erros políticos, econômicos e estratégicos. Mas sua expulsão, motivada por peripécias contábeis às quais ela recorreu bem como muitos outros presidentes, não ficará para a posteridade como um episódio glorioso da jovem democracia brasileira.
Para descrever o processo em andamento, seus partidários dizem que esse foi um “crime perfeito”. O impeachment, previsto pela Constituição brasileira, tem toda a roupagem da legitimidade. De fato, ninguém veio tirar Dilma Rousseff, reeleita em 2014, usando baionetas. A própria ex-guerrilheira usou de todos os recursos legais para se defender, em vão.
Impopular e desajeitada, Dilma Rousseff acredita estar sendo vítima de um “golpe de Estado” fomentado por seus adversários, pela mídia, e em especial pela rede Globo de televisão, que atende a uma elite econômica preocupada em preservar seus interesses supostamente ameaçados pela sede de igualitarismo de seu partido, o Partido dos Trabalhadores (PT).

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Fernando Haddad, o modo petista

"Nosso lema é ‘Não sou conduzido, conduzo’. Só que este lema estava esquecido". Entenda por que a gestão de Fernando Haddad inova por uma cidade diferente http://bit.ly/2bBmDGg

Fortaleza a cidade mais violenta do Brasil

Fortaleza do prefeito Roberto Cláudio é a cidade mais violenta do Brasil. Você acreditou nele nas últimas eleições e se deu mal. Arriégua macho, tô fora!

A luta de Dilma pelo Brasil e a democracia

Editorial do site Vermelho:
Começou nesta quinta-feira (25), no Senado, o julgamento do processo de impeachment contra a presidenta constitucional e sem crime de responsabilidade, Dilma Rousseff. Os patrocinadores do golpe judicial, político e midiático estão apressados e querem concluí-lo no próximo dia 31.
O julgamento de Dilma Rousseff esconde o objetivo verdadeiro do golpe posto em marcha pelos conservadores e a direita: colocar um ponto final no projeto democrático, nacional e desenvolvimentista inaugurado com a posse de Luís Inácio Lula da Silva na presidência da República em 2003, mantido depois de 2010 por Dilma Rousseff.
O alvo do golpe é destruir a democracia, os direitos do o povo e a soberania do Brasil. Há um indisfarçável desejo de desfigurar a Constituição de 1988 e eliminar direitos sociais, políticos e econômicos nela consagrados. E voltar à situação anterior à 1985, que prevaleceu durante a ditadura militar, para que o governo vigente e os vindouros submetam-se apenas aos interesses dos muito ricos da população e reservem os recursos públicos para o pagamento de juros para os especuladores e o grande capital rentista.
Ao mesmo tempo o governo ilegítimo de Michel Temer põe em marcha a submissão ao capital estrangeiro e ao imperialismo, ilustrada na intenção de destruir o Mercosul e os Brics e submeter a diplomacia brasileira aos interesses das grandes potências, sobretudo dos EUA. A entrega das riquezas nacionais – sobretudo o pré-sal e a Petrobrás – para petroleiras estrangeiras é outro objetivo dos golpistas.
É um novo capítulo da luta que sempre ocorreu no Brasil, desde a Independência mas sobretudo na República, entre os liberais (hoje chamados neoliberais), defensores da ampla liberdade para a ação do capital para favorecer os ricos, contra aqueles que, como José Bonifácio, Floriano Peixoto, Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, João Goulart, Lula e Dilma, lutaram pelo uso da força do Estado e do governo para legislar sobre a ação do capital, desenvolver o Brasil, melhorar a vida do povo e defender a soberania nacional. Neste sentido, o julgamento do impeachment de Dilma Rousseff hoje iniciado no Senado é também o mais recente capítulo desse embate em defesa da nação soberana, do desenvolvimento e do bem estar dos brasileiros.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Golpista Moroni quer enganar o povo de Fortaleza

Diga NÃO a Chapa Golpista de Roberto Cláudio e Moroni em Fortaleza. Deixa de ser abestado novamente. 

Inauguração do Comitê da Lôra, em Fortaleza

Inauguração do Comitê da Lôra - Dia 26 de agosto - 19 horas. Avenida da Universidade, 2475 - Benfica - Fortaleza-CE.

Vídeo: Paulo Pimenta fala sobre a expectativa em relação à decisão da OEA

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Vídeo: Ana Milana de Messejana vota em #Luizianne13

Capitão Wagner do PR - a candidatura dos GOLPISTAS em Fortaleza

Capitão Wagner do PR - a candidatura dos GOLPISTAS em Fortaleza. O deputado federal Cabo Sabino - PR-CE, o senador Tasso Jeireissati - PSDB-CE e o senador Eunício Oliveira - PMDB votaram a favor do golpe no Congresso Nacional, e todos eles apoiam a candidatura do Capitão. Fortaleza não merece essa gente.

Caminhada #Luizianne13 no Pirambu, em Fortaleza

Caminhada ‪#‎Luizianne13‬ com Elmano de Freitas no bairro Nossa Senhora das Graças, Cristo Redentor e Pirambu. A militância marcou presença. Cobertura; Daniel Pearl Bezerra - Mìdia Livre.



Elivelton: #Luizianne13 é a garantia de políticas públicas para os GLBTs

domingo, 21 de agosto de 2016

Elmano de Freitas na Caminhada no bairro Passaré #Luizianne13

Apesar da censura da Globo, venceu o “Fora Temer” na Olimpíada do Rio 2016

A TV Globo e a mídia golpista em geral censuraram as manifestações nos Jogos Olímpicos do Rio, mas, mesmo assim, prevaleceram os gritos de guerra pelo “Fora Temer”.
Os torcedores conseguiram driblar a censura com muita criatividade para expressar sua rejeição ao golpe perpetrado pelo interino Michel Temer (PMDB).
Não é demais recordar que o usurpador levou a maior vaia que se tem notícia na humanidade durante a cerimônia de abertura.
Os “memes” espalhados nas redes sociais ao longo da competição retrataram bem esse momento crítico que vive o Brasil. O mundo pôde ver e perceber que há um golpe em curso no país.
Neste domingo (21), na maratona que antecede ao encerramento da histórica Olimpíada haverá novos protestos com cartazes de “Fora Temer”.
Também é importante frisar que os atletas medalhistas brasileiros, todos eles, exaltaram a presença dos governos Lula e Dilma em sua vida e na conquista do pódio. São reconhecidos programas como “Segundo Tempo”, do Ministério do Esporte, ou o apoio das Forças Armadas, que abriram seus equipamentos para o alto rendimento. Tudo como política de Estado. Fonte: Esmael Morais.

Bibi Ferreira: Dilma é vítima de tratamento grosseiro

"Todo mundo quer estar no poder. E tem essa coisa aflitiva de a dona Dilma [Rousseff] ser tratada desse jeito, com uma falta de delicadeza. É uma coisa que declaro em público: achei muito grosseiro o tratamento dado à presidente". disse a atriz Bibi Ferreira, em entrevista à jornalista Mônica Bergamo
A atriz Bibi Ferreira avalia que a presidente eleita Dilma Rousseff é vítima de um tratamento grosseiro por parte da sociedade brasileira.
A atriz e cantora volta a falar em "aflição" quando o tema é o momento político do país. "Todo mundo quer estar no poder. E tem essa coisa aflitiva de a dona Dilma [Rousseff] ser tratada desse jeito, com uma falta de delicadeza. É uma coisa que declaro em público: achei muito grosseiro o tratamento dado à presidente", afirma sobre o processo de impeachment (ao qual é "absolutamente contrária"). Brasil 247.

Aliança pelo golpe escancara fisiologismo

Por Eduardo Maretti, na Rede Brasil Atual:
Os 100 dias de Michel Temer foram marcados politicamente por uma relação com o Congresso Nacional caracterizada pelo fisiologismo mais escancarado, pelo qual o governo interino condiciona a aprovação de matérias de interesse do Planalto à indisfarçada prática de concessão de vantagens, como cargos e liberação de emendas parlamentares em troca de voto. “Toda a ação governamental tem se voltado a esse propósito”, avalia o analista Antônio Augusto de Queiroz, o Toninho, do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).
Claro que a agenda não é um simples projeto de governo no qual o fisiologismo é um fim em si mesmo. Ela está vinculada a interesses claramente identificados com o chamado mercado financeiro. Por outro lado, o afastamento de uma presidenta da República sem crime de responsabilidade, condição para o projeto Temer, só está sendo bem-sucedido, até aqui, graças a um cálculo político bem executado. 
“Temer identificou que forças poderosas no parlamento, na mídia e no mercado estavam insatisfeitas com o modo como a presidente se relacionava com esses três segmentos. Então assume com o objetivo de agradar a esses setores pelo menos até que se concretize o processo de impeachment”, observa Toninho.
Para agradar principalmente o chamado mercado, Temer sinaliza uma agenda neoliberal e fiscalista, que tira recursos de políticas sociais para “agigantar ainda mais as despesas com juros e o principal da dívida”. O objetivo é gerar superávit primário. “O esforço se dá na direção do deslocamento dos recursos do orçamento com a transferência de renda às avessas, dos pobres para os ricos”, diz o analista.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Seminário Mídias Sociais com a presença de Lula

A Secretaria Nacional de Comunicação do PT e lideranças do PT na Câmara e no Senado organizam encontro na próxima sexta-feira, dia 19 de agosto, para falar da importância das redes sociais na campanha eleitoral de 2016. O seminário Mídias sociais: boas práticas para causar impacto nas redes acontece no Sindicato dos Químicos de São Paulo e tem apoio do  Instituto Lula, Fundação Perseu Abramo e Rede Brasil Atual.
O evento é aberto ao público e para inscrever-se basta enviar email para ptnosenado@gmail.com com seus dados: nome completo, RG, telefone, email e local de trabalho.
Veja abaixo a programação:
Credenciamento no local a partir das 8h30
Início – 9h30, com presença do convidado especial, ex-presidente Lula
PRIMEIRA MESA
Saudações aos presentes no evento:  Rui Falcão, presidente do PT
Afonso Florence e Humberto Costa, líderes do PT na Câmara e no Senado.
Boas-vindas aos participantes – importância dos comunicadores do PT se conhecerem cada vez mais em encontros como o Seminário – importância das redes sociais na campanha eleitoral de 2016.
Alberto Cantalice, vice-presidente e secretário nacional de Comunicação do PT
A organização da futura Rede PT – números que justificam a integração dos comunicadores – a importância das redes sociais na organização e funcionamento da futura Rede PT.
SEGUNDA MESA
10 h – Parlamentares do PT relatam suas experiências que deram como resultado maior alcance e impacto nas redes. Coordenador: Alberto Cantalice
O que fizeram para chegar ao topo – Trabalho e condições para gerar impacto nas mídias sociais – O que mudou no relacionamento com a mídia tradicional após a presença nas redes sociais – Parlamentares que se tornaram referência de atuação na web – Política sem conteúdo, é possível? – As redes sociais como antídoto à onda contrária do oligopólio de mídia nas eleições de 2016.