Bolsonaro sugere fuzil 762 para enfrentar MST e Stédile recomenda médico ao parlamentar

Circulou nas redes sociais um vídeo do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), em que o parlamentar, no último domingo (13/03), em Brasília, do alto de um carro de som, recomendou aos amigos da área rural um fuzil 762 para os brasileiros do MST. Chamou de vagabundo João Pedro Stédile, da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. A repórter Marilu Cabañas conversou com o líder do MST que considera essas declarações patológicas. Stédile analisa a atual crise política que o país atravessa e fala sobre o papel do ex-presidente Lula hoje.
CLIQUE PARA OUVIR:

Comentários

Anônimo disse…
Fuzil e mais um jogo de granada. Contra vagabundo toda arma é pouca.