Dilma diz que golpe é para interromper programas como o Minha Casa Minha Vida

Em cerimônia marcada pela emoção dos novos moradores dos condomínios Mikonos e Santorini, inaugurados na tarde desta sexta-feira (8), em Santa Cruz, no Rio de Janeiro (RJ), a presidenta Dilma Rousseff pediu aos brasileiros que parem de dar ouvidos aos ‘vizinhos de olho gordo’ que torcem para que as coisas não deem certo. 
“Tenho o compromisso de jamais interromper este programa”, afirmou, sendo interrompida imediatamente pelos gritos de ‘Não vai ter golpe’. “Vamos continuar fazendo um grande esforço para manter estes programas sociais tão importantes. Além disso, quem pretende interromper meu mandato é o projeto que considera um erro do governo federal colocar recursos para programas como o Minha Casa Minha Vida. Não concordamos com este tipo de posição“.
Segundo ela, quem articula sua queda são pessoas que pretendem ‘pescar em águas turvas’ para chegar ao poder não através do voto, e sim por um golpe. Muito aplaudida desde sua chegada, recepcionadas por moradores que levavam faixas contra o impeachment, a presidenta garantiu que, até o final de seu mandato, entregará mais 3,5 milhões de casas. Ontem, foram distribuídas as chaves para 4452 famílias em cidades como Rio, Belo Horizonte, Balsas e Jaciara, entre outras.
“Queria dizer para vocês que nós fizemos uma escolha quando construimos o Minha Casa Minha Vida. Não se pode ter uma visão egoísta em que a pessoa só enxerga a árvore, não a floresta. A maior riqueza do Brasil é dar a possibilidade para que todos consumam, gastem, coloquem seus filhos na escola. Somos diferentes mas as oportunidades têm de ser iguais para todos os brasileirinhos e brasileirinhas”.

Dilma explicou às pessoas que o impeachment está previsto sim na Constituição “desde que o presidente tenha cometido crime de responsabilidade”. E emendou.
“E eu não cometi nenhum crime de responsabilidade. Nós vamos continuar a fazer programas que beneficiem nosso povo.”
Antes da presidenta falar, o governador em exercício do Rio, Francisco Dornelles, declarou apoio à manutenção de seu mandato. Dornelles é do Partido Progressista, que está sendo atraído para a base governista após a saída do PMDB da base governista.
“Que nos próximos três anos que faltam a senhora continue inaugurando novos conjuntos do programa Minha Casa Minha Vida”, disse.

Comentários