Me inspiro na mulher brasileira anônima, que luta todo dia

A presidenta Dilma Rousseff participou, nesta segunda-feira (25), do “Ato Contra o Golpe, pela Democracia“, em Aracaju, que contou com trabalhadores rurais que seguiram em marcha até o evento, em comemoração ao Dia do Agricultor Familiar.
Em sua fala, a presidenta Dilma lembrou que o governo interino aproveita o tempo à frente da Presidência da República para atacar programas sociais e direitos da população. Citou como exemplos o Mais Médicos e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). “Vários programas que fizemos estão sendo acabados na calada da noite”, disse.
Dilma reiterou sua motivação na luta em defesa da democracia. “Eu não vou deixar de lutar. E eu me inspiro na mulher brasileira anônima, que luta todo dia, que trabalha. […] Eles podem esperar sentados porque eu não desisto dessa luta”, afirmou.
“A razão e a democracia estão do nosso lado. Eles não têm como se defender do crivo da história e de seus contemporâneos. Uma vez traidor, sempre traidor. […] A força do povo brasileiro é o mais forte argumento que temos para colocar na mesa. A mobilização e a força de vocês são cruciais”, convocou.

Comentários