Chega de ter dó de pobre que vota em rico

Chega de ter dó de pobre que vota em rico
Jaraguá: 46,73% votaram em Doria e 15,08% em Haddad
Renato Janine Ribeiro
Bem, vai lá uma pergunta bem difícil.
Durante doze anos, os dois mandatos de Lula e Dilma 1, o PT fez uma série de políticas que beneficiaram - muito - os mais pobres.
Mas bastou a grana faltar e os mais pobres se mandaram.
Votaram em massa no Doria.
Claro que podemos dizer que a mídia perversa, o preconceito etc etc.
O problema de dizer isso é que é muito condescendente, quase paternalismo: é dizer que os pobres são manipulados fácil fácil, que precisam ser orientados.
(Tipo o Lula subir num caminhão e dar a volta na periferia avisando que Marta saiu do PT. Ora, os pobres não sabem disso? Precisa alguém dizer para eles?)
A outra interpretação é: eles realmente não estão ligando.
Parou a grana, eles mudaram de lado.
Esta interpretação tem uma vantagem: trata-os como adultos.
Respeita o voto deles como uma decisão consciente.
E parar de ter pena deles.
Para mim, é difícil escolher uma destas interpretações.
Sei das deficiências enormes de formação - e educação - inclusive cultura política - de nosso povo.
Mas não gosto de ter pena de gente maior, vacinada etc. Penso que têm que ter responsabilidade por suas escolhas.
Por Renato Janine - Professor de ética e filosofia política na empresa Usp

Comentários