Luizianne Lins será sempre uma guerreira

Por Samuel Cavalcante
Acordei hoje para fazer a minha homenagem à Luizianne De Oliveira Lins, amiga de muitas lutas desde o movimento estudantil, quando éramos jovens sonhadores e fazíamos algumas doidices no Cais Bar e na universidade...Derrotas fazem parte da vida, isso é óbvio. O que não faz parte da vida de muitos é a coragem de se expôr a elas - e coragem é o que leva às vitórias, em algum momento.
Nestas eleições você, junto com uma plêiade de militantes bem intencionados, levou o Partido dos Trabalhadores nas costas - inclusive contra muitos dentro deste Partido, que , como nos últimos anos, preferem a sombra fresca e cômoda do poder.
Não é fácil fazer escolhas e os políticos da esquerda deveriam ser profissionais das escolhas difíceis. Você fez uma escolha difícil e num barco onde a maioria se acostumou a fazer escolhas fáceis, pensando que as conquistas sociais e econômicas durante o governo Lula eram uma carta branca eterna para fazer o que bem entendessem e permissão pra alianças promíscuas com todo tipo de pilantra, mafioso e bandido gerado pela política brasileira.
Não sei se você se sente sozinha, agora...Eu me sentiria...Não que a solidão não seja boa às vezes...
Mas o que eu queria dizer mesmo é que estas eleições demonstraram que você é enormemente maior que o Partido dos Trabalhadores. Muitos, inclusive você, podem dizer que a vitalidade dessa campanha majoritária vem da vitalidade que ainda existe neste partido. Mas eu digo que toda a vitalidade desta campanha se deve a você, quase que exclusivamente.
Você é uma guerreira mesmo, com tudo o que possa acarretar em ser uma guerreira...E em muitas batalhas discordei e discordarei de você. Mas respeito é algo difícil de se conquistar e você conquistou.
A noite vai ser longa, minha amiga. E precisamos de alguma luz pra enfrentar as trevas. A luta continua. Em muitas frentes, com muito "fogo amigo" e desavenças no lado de cá das trincheiras. Mas estaremos no front.

Comentários