Lula e família nunca tiveram chave do triplex, diz testemunha de acusação

Jornal do Brasil - A engenheira da OAS Empreendimentos Mariuza Aparecida Marques depôs nesta segunda-feira (12) em processo na 13ª Vara Justiça Federal, em Curitiba, por videoconferência. Ela é testemunha de acusação dos procuradores do Ministério Público Federal do Paraná contra Luiz Inácio Lula da Silva, acusado de ser dono de um um apartamento triplex, do qual o ex-presidente afirma jamais ter sido o proprietário oficial nem ter feito qualquer uso. Atualmente, a OAS é a dona do imóvel.
Mariuza é quem tem a chave do apartamento em questão, o 164-A. De acordo com a testemunha, quando o apartamento passou por uma reforma, a construtora Talento e a área de incorporação da OAS também tinham cópias da chave.
Ao juiz Sérgio Moro, que está à frente do processo penal, a gerente disse que fez mais de 120 visitas ao imóvel, e que em nenhuma delas viu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Já a esposa de Lula, dona Marisa, ela disse que viu uma vez, em agosto de 2014, confirmando visita reconhecida e documentada da mulher do ex-presidente, que diz ter visitado mas não demonstrado interesse em adquirir o apartamento.
Mariuza inspeciona o condomínio Solaris semanalmente, inclusive para evitar focos de dengue no apartamento. Ela supervisionou a reforma feita pela empresa Talento no apartamento, e disse que, até onde tinha sido informada, o trabalho estaria sendo feito para um "potencial cliente" da empresa, que seria o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Depois, instada por Sérgio Moro a emitir sua opinião, disse acreditar que a reforma estava sendo feita para atender Marisa, baseada no fato de que a esposa de Lula comentara que a reforma "estava ficando boa".
Em outro momento do depoimento, a testemunha reiterou que foi lhe dito que Lula seria um "potencial cliente", caso viesse a se interessar pelo imóvel, e que a família do ex-presidente nunca recebeu a posse do imóvel.
A testemunha levada pelo MPF-PR confirmou que a família Lula nunca teve as chaves do apartamento 164-A, e que Lula esteve uma única vez no prédio com Dona Marisa, e Dona Marisa esteve mais uma vez após essa visita, e que nem ele nem a família usaram o apartamento. Mariuza também confirmou que recebeu móveis e eletrodomésticos para o apartamento, que continuam lá, e que a compra desses objetos na empresa Kitchens foi feita pela OAS.
Curta a Fan Page do Blog da Dilma www.facebook.com/BlogDilmaRousseff

Comentários