Malafaia é levado à PF: o castigo do fariseu moralista

Silas Malafaia bateu palmas e soltou os seus “Oh, Glória!” enquanto os que eram vítimas do arrastão policial-judicial que, sob o nome de “condução coercitiva” levava as pessoas nos camburões da PF antes mesmo de terem sido chamadas a depor sobre aquilo de que estavam sendo acusadas.
Agora, o mesmo acontece com ele, acusado de ajudar a lavar o dinheiro que o atual diretor de Arrecadação do Departamento Nacional de Produção Mineral, Márcio Valadares Moreira, através da empresa  LCM – Consultoria Financeira Especializada em Municípios Ltda, de propriedade de sua irmã, Lilian.
Quer que alguém defenda o direito que ele tem de se defender?
Mesmo que não o mereça, terá. Mas justo naqueles que ele xingava nos seus acessos.
Os fariseus, os hipócritas, as vestais que acusaram a todos de tudo estão provando do próprio veneno.
Eduardo Cunha foi o primeiro, mas, um a um, seus comparsas no impeachment de Dilma estão provando o gosto amargo da hipocrisia.
Aliás, em consequência do que se disse, posto os tweets que Malafaia fez, desde São Paulo, depois que a PF foi (?) buscá-lo em casa. Tijolaço.

Comentários