CASO LULA NA ONU: Governo brasileiro entrega defesa

O governo brasileiro entregou sua defesa no caso Lula, na ONU, ontem (dia 27 de Janeiro), dia em que vencia o prazo de entrega do documento. Segundo o governo, a defesa se baseou na afirmação de que o processo da Lava Jato julgado pelo Juiz Sérgio Moro é imparcial. Embora a admissão do processo tenha sido aceita no dia 27 de Dezembro do ano passado, tendo sido a defesa apresentado, um processo na corte de direitos humanos da ONU tem demorado no máximo dois anos para ter o julgamento iniciado e o mérito julgado, resultado em até 3 meses do início do julgamento. Porém, espera-se um processo muito mais rápido, dada a urgência e as declarações em tom de ameaça por parte de delegados da Polícia Federal e a busca insana por prender empresários, numa caça desenfreada para que alguém delate Lula.
É importante ressaltar, que em caso de vitória do ex-presidente Lula, o efeito jurídico é nulo, contando apenas com uma declaração pública de desacordo da ONU em relação ao país. Embora a matéria do Estadão tenha definido como de importância menor, a derrota de Moro será a derrota do governo como um todo. A imagem do país no mundo terá como confirmação a realização de um golpe de estado, que além de resultar na ruptura democrática, resulta em ruptura dos direitos humanos. Temer, que já se encontra isolado diplomaticamente, estaria mais só ainda. Portanto, a simples recomendação do fim do processo contra Lula ao estado brasileiro, seria importantíssimo e criaria uma conjuntura minimamente insólita, um condenado por violação de direitos humanos nas Nações Unidas julgará o denunciante que levou à sua condenação. Fonte: A Postagem.

Comentários

PAU NO CU DO LULA

PETISTA VAGABUNDO DA PREGA FROUXA, VOU BOTAR NESSE SEU CU
Anônimo disse…
Pau no cú de quem defende o Moro !Nem nome coloca , esse toma rola !
pra cima destes politicos corruptos!!!