Após aprovação da terceirização indiscriminada Correios começa a demitir funcionários

Um dia após a aprovação da lei que autoriza a terceirização indiscriminada de todas as atividades de uma empresa, os Correios saem na frente e começam o seu programa de demissão involuntária. O PDI dos Correios prevê a dispensa de um grande número de seus funcionários concursados que estão sob o regime da CLT. Discretamente, a estatal já se prepara para a precarização do serviço e da mão obra. É hora de terceirizar.
A direção dos Correios prepara sua defesa jurídica baseada no artigo 173, Parágrafo 1, Inciso II da Constituição e que permite adotar em empresa pública o regime jurídico de empresas privadas. E há brecha legal também para a Dispensa Motivada no Artigo 165 da CLT, na qual a estatal poderá alegar o grave quadro financeiro e econômico.
Os funcionários já foram avisados da suspensão das férias. O clima na estatal é de tensão e os sindicatos já começam a articular protestos e paralisações. Fonte: Apostagem.

Comentários