“Demita já”, disse Dilma a Kátia sobre fiscal corrupto de Serraglio

A senadora Kátia Abreu, segundo o Valor, fez hoje um relato no Senado sobre como Daniel  Gonçalves, o fiscal corrupto que foi preso pela Operação Carne Fraca, foi parar na Superintendência do Ministério da Agricultura do Paraná e como foi de lá demitido.
Gonçalves foi indicado insistentemente por Osmar Serraglio e Sérgio Souza, ambos do PMDB, embora ela tivesse pedido outro nome ao Senador Roberto Requião, também do PMDB do Paraná.
“Eu disse ao senador Requião: se vossa excelência não avalizar, eu não vou nomear. E ele, já com o pote cheio de pressão, pediu que os deputados fizessem o que quisessem”, contou.
Kátia disse ainda que, quando soube de irregularidades cometidas pelo fiscal e resolveu demiti-lo, nunca viu “uma pressão tão forte para não tirar esse bandido de lá”.
Tenho que ser sincera, porque são dois deputados do meu partido. Insistiram para que a lei não fosse cumprida ao ponto de eu ter que ligar para a presidente Dilma e dizer-lhe da minha decisão de demitir e que as consequências políticas eu ia arcar. Ela, imediatamente, disse: ‘Demita já!’”.
Kátia fez duras críticas ao espalhafato da operação da Polícia Federal, afirmando que serão graves para o país. “nós vamos perder as nossas exportações, mas o mais grave: nós vamos perder emprego em uma hora terrível, quando temos tantos desempregados, pois grande parte desses frigoríficos são exportadores. Vão todos para a rua”.
“Essa também é uma culpa que vocês, esse pequeno grupo da Polícia Federal, vão carregar em suas consciências. Tentaram, com uma ação medíocre, infantil e baixa, destruir um dos setores mais importantes deste país e vão arcar com essas consequências”. #ForaTemer

Comentários