Fracasso das manifestações em apoio ao Governo Temer deixa pergunta no ar: “Cadê os coxinhas?”

Vários deputados da bancada do PT na Câmara destacaram nas redes sociais o fracasso melancólico das manifestações convocadas para este último domingo (26), por movimentos como o MBL (Movimento Brasil Livre) e o Vem Pra Rua. Segundo eles, a baixa adesão às manifestações em defesa da Lava Jato e das reformas de Temer demonstraram que essas organizações não conseguem mais levar para as ruas nem mesmo seus simpatizantes que um dia acreditaram na falácia da derrubada de uma presidenta eleita para “acabar com a corrupção no Brasil e salvar a economia”.
Na Avenida Paulista, em São Paulo, avaliações mais otimistas da imprensa calcularam em 10 mil pessoas o número de manifestantes. Em outros atos semelhantes ocorridos no ano passado, a mesma imprensa chegou a calcular 1 milhão de pessoas presentes no mesmo local.
Já na cidade do Rio de Janeiro, na orla de Copacabana, cerca de duas mil pessoas compareceram à manifestação. Em Brasília, onde eram esperadas 100 mil pessoas, apenas poucas centenas compareceram. A Polícia Militar calculou a “multidão” em cerca de 500 pessoas.
Para o deputado Afonso Florence (PT-BA), manifestantes iludidos pelos falsos discursos em apoio ao impeachment cansaram de ser manipulados.
“A base que deu sustentação popular ao impeachment, que tantas vezes saiu às ruas vestindo a camisa amarela da CBF e portando o patinho de borracha da Fiesp, se cansou da manipulação do MBL e Vem Pra Rua, movimentos financiados pela direita fascista, que hoje retira direitos trabalhistas e, agora, quer colocar fim na aposentadoria", disse.
Pelo Twitter, a deputada Erika Kokay (PT-DF) indagou: “Quem tem coragem de ir às ruas por teto de gastos públicos, fim da CLT e da aposentadoria? ”.
Ainda sobre as manifestações, a deputada Margarida Salomão (PT-MG) disse no Twitter: “O povo entendeu que precisa defender seus direitos mais que nunca e vai lotar as ruas no dia 31/03”, em referência a greve geral convocada pela CUT.
Já o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) afirmou: “Ou se arrependeram ou estão com vergonha. Não existe outra resposta para o fracasso das ruas lideradas por MBL, Vem Pra Rua e derivados”.
Na mesma linha, o deputado Léo de Brito (PT-AC) ressaltou o enfraquecimento do MBL. “Aqueles que foram de boa-fé para as manifestações dos ‘coxinhas’ cansaram de serem feitos de otários, manobrados por essa farsa chamada MBL”.
O deputado Marco Maia (PT-RS) lembrou que “Lula e Dilma levaram mais gente ao interior da Paraíba, que o MBL no Brasil inteiro”, disse ao se referir à inauguração popular da transposição do rio São Francisco.
A deputada Luizianne Lins (PT-CE) disse que “as manifestações da direita nesse domingo foram um verdadeiro fiasco”. Do mesmo modo, em um vídeo postado no Twitter, o deputado Pedro Uczai (PT-SC) disse que as “manifestações dos golpistas neste domingo foi um tremendo fracasso em todo país”.
Sobre a manifestação ocorrida na orla da zona sul carioca - onde algumas dezenas de manifestantes carregavam uma enorme bandeira em apoio ao juiz Sérgio Moro- o deputado Zé Geraldo (PT-PA) criticou a manifestação usando o bom humor.
“Coisas estranhas veem acontecendo. Hoje, uma enorme bandeira percorreu sozinha a Av. Atlântica em favor de Moro. Banhistas observavam atônitos”, explicou.
Também se manifestaram pelo Twitter os deputados petistas Chico D’Ângelo (RJ), Luiz Couto (PB), Luiz Sérgio (RJ), Maria do Rosário (RS), Padre João (MG) e Pepe Vargas (RS). Héber Carvalho. Foto: Folhapress.

Comentários