Temer pediu para retirar ação no TSE, diz Aécio em áudio da PF

O senador afastado e candidato derrotado nas eleições de 2014 pelo PSDB, Aécio Neves, revelou, em áudio grampeado pela Polícia Federal, que o presidente golpista Michel Temer pediu a retirada do pedido de cassação da chapa de Dilma Rousseff no Superior Tribunal Eleitoral (TSE).
A fala do tucano consta em gravação feita por Joesley Batista, um dos donos da JBS, e entregue a procuradores. O áudio foi gravado em março de 2017, em um hotel, em São Paulo.
“A Dilma caiu, a ação continuou e ele (Temer) quer que eu retire a ação. Cara, só que se eu retirar, e não estou nem aí, não vou perder nada, o Janot assume, o Ministério Público assume essa merda”, fala o tucano ao empresário, sem saber que estava sendo gravado.
O áudio faz parte de delação premiada homologada pelo relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin.
Aécio Neves também aparece em áudio pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista. Ao negociar quem iria pegar a propina, Aécio Neves revelou um lado mais obscuro da transação: “tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara”.
Nesta quinta-feira (18), a irmã do senador, Andrea Neves, foi presa pela Polícia Federal. O primo do tucano, responsável por transportar o dinheiro, Frederico Pacheco de Medeiros, também foi detido. Além disso, Fachin mandou afastar Aécio do mandato de senador e o tucano deixou a presidência do PSDB. Agência PT de Notícias. Foto: Site Google

Comentários