Lideranças do PT e da AL criticam decisão do STF contra Lula

Os parlamentares do PT criticaram a decisão do STF contra o Habeas Corpus a favor do ex-presidente; Rafael Correa e Maduro manifestaram solidariedade
Em um dia trágico para a democracia brasileira, o Superior Tribunal Federal (STF) negou o habeas corpus preventivo impetrado pela defesa do ex-presidente Lula no caso em que ele é acusado injustamente e sem provas de ter beneficiado a empreiteira OAS em troca de um triplex que nunca possuiu de fato e no qual nunca morou.
Após dias seguidos de grande pressão política vinda de todos os lados, a votação que teve início às 14h35 da quarta-feira (04) terminou apenas a 1h da manhã desta quinta (05), com 6 votos contrários e 5 votos favoráveis ao habeas corpus. O último voto, que desempatou a discussão, foi da presidenta do STF, Carmem Lúcia.
Os parlamentares e lideranças do PT se manifestaram prontamente, afirmando que o STF adota a tática de “dois pesos, duas medidas”, aplicando entendimentos brandos em outros casos e agindo de maneira punitivista no caso de Lula, com honrosas exceções.
Para o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), “é um escândalo isso que aconteceu. Uma parte dos ministros do Supremo acovardados, de joelhos, com a pressão feita pela Rede Globo”. Ele destacou que houveram votos consistentes, mas “é um escândalo mesmo, esse supremo chancelou o golpe desde o começo”.

Comentários